Pular para o conteúdo principal

Não faz mal (biquini cavadão)







Não Faz Mal

O amor se vai
E não percebemos
O que aconteceu
Tantas vezes nós,tivemos medo
Pra agora ver que não fez mal

Olhar para trás
Tem o seu segredo
Foi bom o que passou
Não me arrependo,dos meus erros
Agora eu sei,Hoje acabou

Não faz mal, eu fiz de tudo
Mas toda história tem final
Não faz mal, eu fiz de tudo
E não há sol sem temporal
Não faz mal, eu fiz de tudo
Por este amor que se perdeu
Não faz mal, não faz mal...
Eu devo tanto
Tanto você fez
Pra hoje eu ser quem sou
Se agora penso,desse jeito
Você pensou,Também pensou

Não faz mal, eu fiz de tudo
Mas toda história tem final
Não faz mal, eu fiz de tudo
E não há sol sem temporal
Não faz mal, eu fiz de tudo
Por este amor que ser perdeu
Não faz mal, não faz mal...
O amor se vai
E não percebemos
O que aconteceu
Não me arrependo,dos meus erros
Agora eu sei,Hoje acabou

Não faz mal, eu fiz de tudo
Mas toda história tem final
Não faz mal, eu fiz de tudo
E não há sol sem temporal
Não faz mal, eu fiz de tudo
Por este amor que se perdeu
Não faz mal, não faz mal...
Não faz mal, eu fiz de tudo
Mas toda história tem final
Não faz mal, eu fiz de tudo
E não há sol sem temporal
Não faz mal, não faz mal...

Comentários

Anônimo disse…
vii, com essa música, teu blog ficou ainda mais perfeito ;) danii ;*

Postagens mais visitadas deste blog

Dois deles: olhar/sentir

Ele:Sinta minha pele roçando seu rosto!
Sinta, minha barba no seu pescoço
Perceba minha pele, corando, e meu sorriso sacana se espalhando como veneno em minha face.
Sinta minha presença bem próxima a tua, pegando tua mão, e colocando entre minhas pernas.
Sinto, o arrepio da tua pele
Minhas mãos, passeando no teu corpo.
Sentindo teus pelos
Passando a mão na tua cara
Eu, puxo teu cabelo, e te beijo com violencia
Agora vc é meu, e de ninguém mais.
Minha boca, passeia pelo teu corpo nú, de cima a baixo, como se eu estivesse lendo braile, com a língua.
Sinto o calor do teu corpo.
Enquanto acaricio tua face
Sinto tua lingua, o calor dos teus lábios, eu solto um urro, de prazer.
Minha respiração, ainda mais ofegante.
Mordo tua nuca
Urro
Depois te seguro pela cintura
Minhas mão agarradas na tua cintura
As unhas na tua pele
A boca quente na tua nuca, e a barba nas tuas costas
Quero fazer disso, uma história inesquecivel,
Eu gosto da tua cara sacana
Quando ele entra
Minhas pernas fica bambas
Si…

ainda!

Não, não sou famoso (ainda,) Sou romântico, sou sonhador, sou alguém, sozinho, vivo, sou solteiro (por enquanto) estou pronto, no ponto, mas não sou famoso (até agora)

360!

Nem tudo o que gira a 360°, volta de fato pro mesmo lugar. Tudo volta a ser novo de novo, e mistura todos os sentimentos possíveis, eu continuo andando e olhando pra trás, cada vez menos, entendi (finalmente) que intensidade não é tudo, e que você sempre será questionado pelo seus talentos, percebi que amor e paixão vem de onde menos se imagina, e que é possível amar sem estar de fato próximo-