Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Maio, 2009

sentimentos.

Eu nem queria te amar, mas, se aconteceu, o jeito é mergulhar fundo no mar de sentimentos rumo a uma terra desconhecida, e pisar firme sem medo de afundar. Amor é palavra forte. Mas estou pronto pra dizer sempre que for preciso. Eu te amo! (Brega, porém verdadeiro)

Vela

"Sem sono, e os pensamentos voam da cabeça como se quisesse fugir, precisava extravasar um pouco, desopilar das ideias, por um minuto não pensar em nada. Sozinha naquele quarto escuro, era tudo o que Catherinne conseguia fazer, pousava coma caneta na boca e passava a mão na folha de papel, como se quisesse limpar o próprio pensamento escrito nela mas, por mais que os pensamentos voassem e muitas palavras lhe surgissem nunca pareceriam suficientemente boas para escrever tudo o que lhe passava pela cabeça,a chama da vela balançava acompanhando o ritmo do vento, e ela só pensava sem nada a escrever desviou seu olhar do papel e encarou com coragem chama da vela,seus olhos doíam e ela pensou naquela tarde de inverno chama da vela amarela e azulada, lembrou-lhe aquele rosto, cabelos loiros e olhos azulados, estáticos, grandes como se estivessem sempre alertas e assustados em sua pele muito branca,decidira ir sozinha ao teatro o ballet de Paris era algo imperdivel ainda mais para uma …
sentada a noite, em meio as arvores ela pôs-se a pensar, estaria ela errada em apagar seu passado? renunciar sua historia para viver uma nova? a lua cheia, os grilos o farfalhar das folhas, aquilo lhe trazia paz, sentia-se como que recuperada de todo o pesadelo vivido, mal podia ela saber se era sonho ou realidade toda aquela angustia em que vivera,mas como lhe haviam dito as cartas, ela seguiria em frente com seu destino. pensava em como era feliz naquele momento, olhando as corujas, beijando sapos, e cantando para a lua, na beira do lago proximo de onde estava a lua refletia, e ela pensava, "esquecerei toda uma vida de onde so tu oh lua, és testemunha".